Viagem & Gastronomia

Tour HT por Gramado: entre motos cinematográficas e passeios de Ferrari, adrenalina pouca é bobagem. Vem mergulhar nesses mundos!

Cidade na Serra Gaúcha é (também) perfeita para amantes de veículos - sejam eles em duas ou quatro rodas - e de velocidade. Fomos conhecer o Super Carros e o Harley Motor Show para entender o porquê

Publicado em 13 de julho de 2016 | Por Heloisa Tolipan

* Com Lucas Rezende

Você já conseguiu ter uma pequena ideia por aqui que Gramado, na Serra Gaúcha, é uma cidade de muitas (novas) facetas. Localizada a 120 km de Porto Alegre é bem mais que a terra do chocolate, do cinema e do Natal. Depois de visitarmos o primeiro museu de cera da América Latina (confira o nosso tour aqui) e o Mini Mundo – onde tudo é 24 vezes menor que a realidade – (venha conhecer a atração aqui), aceitamos encarar as experiências de velocidade que a cidade turística também proporciona. Sim, Gramado, com todo aquele frio gélido e ar romântico, esconde um lado de aceleradores, cavalos e retrovisores. E dois destinos conseguem reunir isso, cada um a seu modo, muito bem: o Super Carros e o Harley Motor Show, ambos na Avenida das Hortênsias, bem pertinho um do outro.

Para acesso ao segundo, iniciativa da Dreams Entertainment Group, assim como o Museu de Cera, o turista precisa desembolsar R$ 40 (crianças com idade entre 5 e 12 anos pagam R$ 25, enquanto idosos desembolsam apenas R$ 20). O Harley Motor Show, assim como o museu, é pioneiro em sua área: trata-se do único empreendimento temático da América do Sul a homenagear a lendária marca de motocicletas Harley-Davidson – grife americana, criada em 1903, com braços no Brasil. No segundo andar do prédio onde está localizado o Museu de Cera, o Harley Motor Show envolve o turista em uma área de mais de 1 mil m². A cenografia é mezzo cassino de Las Vegas, mezzo pub americano digno de “Motoqueiros Selvagens” (Walt Becker, 2007).

Este slideshow necessita de JavaScript.

Sabe aquele balcão, com cadeiras altas, uma do lado a outra, com motoqueiros devidamente trajados com suas jaquetas de couro indefectíveis, tomando um bom chope gelado? É sua chance de viver a sensação sem precisar de estar no sudoeste dos Estados Unidos. Com globos de luz e uma decoração carregada de guitarras e perfume rock’n roll que o universo sob duas rodas pede, o Harley Motor Show abriga 22 modelos raros. São motos penduradas sob correntes, expostas em meio ao gastrobrar/museu e até nas… paredes. Algumas delas, bom reparar, estão em vitrines, espécies de caixas de vidro. A explicação para tanto é simples: são as mais raras e tratadas pela organização como relíquias que merecem todo cuidado.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Por lá, enquanto o veículo sob duas rodas ganha protagonismo com seus modelos históricos (a mais antiga, por exemplo, data de 1926, e foi uma das primeiras da grife a ganhar vida) de maior importância, você pode beber, comer, enfim, fazer um happy hour em meio à estrutura – vez ou outra shows de rock acontecem no Harley Motor Show.

Não muito longe dali, com duas rodas a mais, o Super Carros já evidencia outra paixão: os veículos automotores. No espaço, HT encontrou uma enorme garagem para quem é aficionado por automobilismo. Imagine modelos de Ferrari, Lamborghini, Mustang, só para citar alguns, expostos, à venda ou… disponíveis para você dirigir – ou passear no banco do carona. É o que se encontra em Gramado.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Se ainda do lado de fora uma réplica de Ferrari recebe os visitantes, logo na entrada se percebe que a história de veículos-desejo também pode ser conferida. Veículos vintage, como uma réplica do Shelby Cobra 1967, por exemplo, figuram na garagem do Super Carros. Gosta de modelos mais atuais? Então que tal um Dodge Challenger laranja – que nem o usado em um dos filmes da franquia “Velozes e Furiosos”? Está lá e é perfeito para quem gosta de câmbio manual, por exemplo. Ah, e com um detalhe: disponível para quem quiser dar umas voltas pelas ruas de Gramado com ele – e dirigindo. São 190 C e com motor V8. Para ser um Vin Diesel por um dia. Ou… o Speed Racer, quem sabe. Até por que, por lá, a gente também encontrou um Corvette-Based Speed Racer Mach 5, idêntico ao usado pelo protagonista do desenho animado oriental.

Ah, mas as opções são muitas. Dá para esbarrar no Lincoln Continental utilizado por John F. Kennedy (1917-1963) na trágica visita a Dallas ou com o mesmo modelo de Cadillac utilizado pelo atual comandante da Casa Branca, Barack Obama. Trata-se de um veículo blindado que pesa mais de – pasmem! – três toneladas. Curiosidades à parte, quem se interessar pelos modelos mais comerciais expostos no Super Carros podem, sim, comprar e levar para casa. Mas… como são muitos os zeros no valor, a opção de passear com alguns deles por uma quilometragem prévia pelas ruas de Gramado sai mais em conta. Você pode optar por dirigir o veículo – acompanhado de um instrutor, logicamente -, ou curtir o passeio de acompanhante.

Este slideshow necessita de JavaScript.

À disposição para a experiência estão veículos como Camaro SS, da Chevrolet, Caymann, da Porsche, Mustang, da Ford, Leggera, da Lamborghini, R8, da Audi, e, dentre outros tantos, o California, da Ferrari. Aliás, foi neste último, o mais desejado, que HT embarcou. Do banco de couro ao ronco do motor, das olhadas dos turistas ao vento no rosto, não há palavra que descreva a sensação. A reportagem prefere abrir concessão para o play abaixo. Dizer que o marcador de velocidade passa dos 300 km/h é uma boa justificativa?

Agradecimentos:

Prefeitura Municipal de Gramado – www.gramado.rs.gov.br

Grupo Brocker de Turismo – www.brockerturismo.com.br – + 55 54 3282-5400

Harley Motor Show – www.harleymotorshow.com.br – (54) 3286-5100

Super Carros – www.supercarros.cc – (54) 3286-7945

Pesquisas relacionadas

  • RENE TIBA

    GOSTARIA DE VER PESSOALMENTE