Música & Badalo

Coluna da Véia: DJ Zé Pedro conta o que aconteceu a Baby Jane, mostra o nascimento do filho de Bela Gil, dá o play no álbum da Cassius e no clipe ousado de James Franco

Nossa estrela favorita da poplândia ainda contou do show exclusivo de Mallu Magalhães e comentou os bafos de Aquarius proibido para menores e a campanha paralímpica de Cleo Pires e Paulinho Vilhena

Publicado em 26 de agosto de 2016 | Por Junior de Paula

*Por Zé Pedro

E essa semana do ressacão olímpico,hein?
Parecia que ia ser calma mas….a Véia tá não para, não para, não para!

No domingo, enquanto todos se debatiam entre tapas e beijos assistindo ao encerramento dos jogos, eu me joguei na plateia de “O Que Terá Acontecido a Baby Jane?”, versão made in Brasil de um grande clássico do cinema, com Eva Wilma e Nicette Bruno em cartaz aqui em São Paulo. E me dei bem. Tudo é simplesmente sensacional: os delírios que remetem à David Lynch, um elenco excepcional e as duas damas do teatro sendo ovacionadas em cena aberta. Charles Möeller e Claudio Botelho souberam de fato atualizar as ideias de espetáculo no Brasil, aprimorando a qualidade técnica e dando o dinamismo necessário que mantém o espectador de olho no palco mesmo nesses tempos de inquietude internética kkkkkk

Eva Wilma e Nicette Bruno (Foto: Daryan Dornelles)

Eva Wilma e Nicette Bruno (Foto: Daryan Dornelles)

E amanheço um dia desses com meu WhatsApp bombando: Cléo Pires e Paulo Vilhena numa foto em que aparecem como deficientes físicos. Era gritaria pra tudo que era lado, amigos defendiam, amigos xingavam, Facebook bombando, Twitter explodindo. E você há de perguntar: o que você acha disso minha Véia? Confesso me impactou, confesso me incomodou, mas minha amiga Preta Gil um dia me ensinou: você não é jornalista, fica na tua. Então, vou mudar de assunto kkkkkk

cleo-pires-paulo-vilhena-paralimpiada-3

Mallu Magalhães, a nossa Jane Birkin, acaba de chegar ao Brasil para dois shows de voz e violão. Eu disse dois, portanto os ingressos voaram, voaram mais que a música do Biafra kkkkkk. Mas ainda bem que eu acredito em milagres e ele aconteceu nessa última quarta-feira aqui em São Paulo quando Mallu fez um preview para poucos e bons no Teatro Oficina às….11 horas da manhã! Tirei todos os meus amores da cama, corremos pra lá e foi lindo, emocionante, fofo. Teve cover de Bob Dylan, teve “Nanã” de Moacir Santos e suas próprias delicias como a novíssima “Casa Pronta” e “Velha e Louca” que só pode ter sido em minha homenagem kkkkkkk

Se eu vou à feira, compro brócolis e acho legal isso se deve ao meu amor por Bela Gil, essa menina de bem com a vida que essa semana me fez chorar com esse vídeo que mostra o parto humanizado de seu segundo filho, Nino, que aconteceu na sua casa em Nova York. Quando a canção “Meu Filho” cantada por Mãeana começou a tocar, minhas lágrimas começaram a rolar diante de tanta beleza. Assista

O sucesso de Sonia Braga no filme “Aquarius” de Kleber Mendonça Filho, já nasceu sob o signo da polêmica. Primeiro foi em Cannes, com ativismo político e controvérsias e, agora, durante a seleção de indicados brasileiros ao Oscar, os diretores daqui estão retirando suas obras em repúdio à censura imposta de proibido para menores de 18 anos. Para mim que sou Véia, isso tá com cara de anos 70 quando mutilavam obras ou impediam exibição motivados por um governo militar e intransigente. Socorro! Saudade do futuro, eu juro!

Cena de "Aquarius" com Sônia Braga (Foto: Divulgação)

Cena de “Aquarius” com Sônia Braga (Foto: Divulgação)

James Franco não quer viver só da tarja de galã tesão. Todo dia inventa uma provocação. Agora tem um projeto musical intitulado DADDY que apresentou essa semana um clipe lisérgico, transgressor e muito sexual que sacudiu a americanada conservadora. Eu adorei a música e a sacanagem kkkkkkkkk. Dê o play:

Album da Semana
Cassius – Ibifornia
Dez anos sem essa dupla francesa que fez a cabeça de todo uma geração é tempo demais! Pois bem, eles estão de volta muito bem acompanhados por artistas que amamos como Cat Power e Pharrell. Não espere um disco cabeção: “Ibifornia” é para academias, bicicletas e pistas animadas.

“Sou inquieto, áspero e desesperançado.
Embora amor dentro de mim eu tenha”
(Clarice Lispector)

Zé Pedro é um artista dedicado à Música Popular Brasileira. Apesar de ser conhecido com um DJ que toca vários estilos musicais, é considerado uma enciclopédia da MPB. Nessa área, ele atua em qualquer esfera de produção de remixes, a publicação de um livro e a inauguração do selo Jóia Moderna, em 2011, que já conta com mais de 20 discos lançados até agora, resgatando o trabalho de cantoras de outras gerações, criando tributos a grandes compositores e lançando novos talentos do pop brasileiro. Mais recentemente criou o Canal da Véia (como ele se refere a todo mundo e a si mesmo) no YouTube, que já é um sucesso.

Pesquisas relacionadas