Música & Badalo

Além da carreira musical, Carlinhos Brown revelou ao HT que também expressa sua arte como pintor: “Lugar para desaguar a minha música”

Aproveitado a visibilidade como técnico da quinta temporada do The Voice Brasil, o artista contou que está conciliando as duas carreiras e que entregou recentemente uma animação sobre conscientização infantil. "Eu estou aproveitando esse momento de exposição para gerar conteúdo porque, para mim, depois que issoacabar , será o momento de exibir esse material"

Publicado em 12 de outubro de 2016 | Por Julia Pimentel

“A música, sempre como uma orquestra, acolhe esse coletivo e, realmente, emociona a todos nós”. Inspirado com a estreia de mais uma edição do The Voice Brasil, Carlinhos Brown, que é jurado do programa desde a primeira temporada, comentou sobre a importância humana do reality. Para ele, o programa tem muito mais que a missão de revelar novas vozes de sucesso no cenário da música brasileira. O The Voice Brasil, segundo Brown, é uma plataforma de realizações de sonhos. “Quando tratamos de acolhimento, nós damos uma extensão à palavra escolha. Eu acho que nesta quinta temporada do The Voice Brasil, eu e toda a equipe aprendemos bastante sobre essa relação com o ser humano e o fato de colocarmos ele como o nosso amor principal. Nós técnicos, nesta posição, vemos realizar nos candidatos tudo o que a gente deseja para nós mesmos. É um pouco assim que a gente se comporta e que a gente se torna seres humanos melhores”, avaliou.

Carlinhos Brown no The Voice Brasil (Foto: Divulgação)

Carlinhos Brown no The Voice Brasil (Foto: Divulgação)

Vencedor da primeira edição do The Voice Brasil com Ellen Oléria como sua representante na final, Carlinhos Brown disse que o nível e a qualidade dos candidatos aumenta com o passar das edições. Porém, o técnico destacou que o apoio e a base que o programa proporciona não são o mesmo encontrado fora dos Estúdios Globo. E, como argumentou, esse choque de realidade pode prejudicar uma carreira promissora. “Eu considero que o alto nível de carinho e qualidade de produção que há no programa, relaxa um pouco alguns dos cantores que esperam o mesmo da vida real. Não é assim. O que se encontra no programa, pode demorar a se ver lá fora”, opinou Brown que gosta de manter uma relação próxima com o seu time depois das finais. “Os artistas que passam pelo palco do The Voice e me procuram depois são reacolhidos nos palcos da vida. Essa troca, para mim, é natural”, contou.

"O que se encontra no programa, pode demorar a se ver lá fora" (Foto: Divulgação)

“O que se encontra no programa, pode demorar a se ver lá fora” (Foto: Divulgação)

Depois do sucesso e do comportamento um tanto quanto paternal nas temporadas de The Voice Brasil, Carlinhos Brown também marcou presença na versão kids do reality. Em comparação, o artista ressaltou que há inúmeras diferença entre os dois programas. “No The Voice Brasil, nós lidamos com adultos que têm outros tipos de comportamento. Eu acho que o The Voice Kids nós somos mais soltos, porque podemos abrir o coração e sermos mais verdadeiros. No de adulto, nós somos mais comedidos porque lidamos com pessoas que já possuem uma história. A infância e a maturidade são ações diferentes de lidar. Adulto não gosta muito das observações que os técnicos fazem. Crianças são mais livres”, avaliou.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Mas engana-se quem pensa que o programa musical da Globo ocupa 100% do tempo do artista baiano. Apaixonado pelos diferentes tipos de arte, Carlinhos Brown contou que também é fã e adepto da pintura. E esta expressão artística não fica só no hobby dele. “Eu gosto muito da pintura. Este é um dos lugares que eu tenho encontrado para desaguar a minha música. E isso tem sido uma oportunidade única. Recentemente, eu entreguei uma animação de dez capítulos que eu fiz para a educação infantil, principalmente do nordeste, conscientizar as crianças dos riscos da rede elétrica. Eu busquei os traços entre os criativos do Brasil e incorporei às influências estrangeiras para lançar a minha visão e versão sobre esse tema”, relevou Brown que ainda está com diversos outros projetos artísticos encaminhados. “Eu estou aproveitando esse momento de exposição para gerar conteúdo porque, para mim, depois que isso acabar , será o momento de exibir esse material”, declarou o artista que já assinou uma exposição no Palácio do Planalto, em Brasília, há quatro anos.

Carlinhos Brown já expôs no Palácio do Planalto (Foto: Divulgação)

Carlinhos Brown já expôs no Palácio do Planalto (Foto: Divulgação)

Habilidoso em diferentes áreas das artes, Carlinhos Brown disse que uma forma completa a outra. E que, em ambas, a vontade é de produzir sempre mais. “Como eu quero de fato o mundo da arte e isso é uma revelação na minha vida, eu me sinto seguro para me expressar na música e na pintura”, afirmou o cantor e pintor que está constantemente presente nas mudanças e transformações do cenário das artes brasileiras. “No meio artístico, eu não paro de acompanhar por ter construído uma base rítmica nos últimos anos e a linguagem do timbal. Então, estou sempre presente e de olho no que está surgindo e no que estão fazendo por aí”, afirmou ele que já, inclusive, criou um instrumento musical, o bacurinha. Porém, quando o assunto são as mudanças no cenário político, Carlinhos Brown fez jus a sua fama de filósofo construída no The Voice Brasil e preferiu não se posicionar explicitamente. “Para mim, política é estética. E eu lido com isso como uma forma de fazer os meus reclames e agradecimentos”, argumentou Carlinhos Brown que preferiu não ir além.

Carlinhos Brown (Foto: Divulgação)

Carlinhos Brown (Foto: Divulgação)

Pesquisas relacionadas