Moda & Beleza

Editorial revela tendências e apostas das grifes que irão compor o Salão de Negócios do Minas Trend. Vem ver!

No ensaio produzido pela Benedita Comunicação, as marcas mostram em belíssimas fotos suas apostas para a coleção Inverno 2017. Esta edição do Minas Trend, que começa terça-feira, no Expominas, reúne todos os conceitos de moda a partir do tema "Aqui se Cria"

Publicado em 3 de outubro de 2016 | Por Julia Pimentel

Terça-feira será o dia de dar a largada à 19ª edição do Minas Trend, a ser realizado no Expominas, em Belo Horizonte. Com o objetivo de reunir o melhor da moda brasileira em um Salão de Negócios frequentado por compradores nacionais e internacionais e apresentar as tendências para as coleções do Inverno 2017 na passarela, o evento mineiro dá o start com o tema “Aqui se Cria”. Inspiradas na ideia, as grifes do Minas Trend se apropriarão do paralelo entre o barroco regional e o conjunto arquitetônico da Pampulha para apresentar as criações. Para potencializar a divulgação e aguçar a ansiedade dos próximos dias na capital mineira, que será a meca fashion brasileira nesta primeira semana de outubro, a Benedita Comunicação preparou um incrível editorial com o que nos espera. No ensaio, a empresa elegeu algumas marcas que farão parte do Salão de Negócios do Minas Trend para compor a produção. Com uma cartela de cores leve e suave, que passeia por tons de azul claro, rose, nude e off white, o preview com o que nos espera ainda foi clicado em uma parede cinza, adiantando uma das macrotendências da temporada. Delicie-se!

Leia também: Vem aí mais uma edição! Minas Trend se prepara para a 19ª edição com muita moda, inovação e negócios. Fique por dentro!

Arte Sacra

Arte Sacra (Foto: Leca Novo)

Arte Sacra (Foto: Leca Novo)

O glamour das festas e as celebrações em destinations bars serviram de inspiração para esta coleção da Arte Sacra. Com o objetivo de nos lembrar que sempre há motivo para brindar a vida, a grife apresenta para esta coleção uma combinação entre linhas puras e precisamente trabalhados. O contraponto entre o fluido e o estruturado é enriquecido com o trabalho de estamparia da artista Ange Tailandier em um resultado elegante e colorido.

Outro dualismo presente nesta coleção da Arte Sacra é entre o minimalismo e o maximalismo. Nas produções, há um estilosa brincadeira da grife entre as formas e proporções, que ora são suavizadas com rendas, ora são potencializadas com bordados luxuosos ou incrementadas com pequenas contas de cristais. Já as cores seguem uma analogia a famosos drinques em tons de black beer, bellini, champagne, blue moon, vermelho Manhattan e lemoncello.

Em relação à silhueta, a grife aposta em uma mistura de arquitetura, curvas marcadas e fluidez. A Arte Sacra apresenta neste Minas Trend peças com um abuso inteligente do volume nos ombros acrescidos de mangas amplas. Entre os modelos desta coleção, o comprimento longo e midi são a grande aposta para a tradução desta filosofia sensual. Porém, o destaque identificado pela Arte Sacra está na presença constante da sobreposição. Os echarpes, capas, capiletts, maxi casacos, sobre-saias, maximangas, dobraduras e assimetrias, além de broches e aplicações serão as armas para esta coleção que exalta a feminilidade e o bom gosto em um jogo com muito brilho e glamour.

Confira: Minas Trend Calling! O site HT está de malas prontas para ver de perto o salão de negócios que rolará paralelo à programação

Cajo

Cajo (Foto: Leca Novo)

Cajo (Foto: Leca Novo)

A flora e o trabalho encantador do paisagista Roberto Burle Marx foram as ideias condutoras para a coleção “Secret Garden” da Cajo. Na tradução para a moda, a grife aposta em propor um resgate do trabalho único e reconhecido do paisagista vanguardista que marcou época ao introduzir a flora brasileira nos projetos.

Dividida nas linhas “Paisagismo”, “Natureza Viva”, “Concreto” e “Abstrato”, a coleção Inverno 2017 da Cajo exalta características botânicas na padronagem de florais abstratos e prints em tons degradês. Por falar nas cores, a marca traz ao Salão de Negócios do Minas Trend uma paleta viva e colorida com a presença do amaranto, azul serenity, verde urban e esmeralda, carmenere, bege, nude, off white, chamois, marinho e preto.

O trabalho como arquiteto do paisagista Roberto Burle Marx também foi lembrado na coleção Inverno 2017 da grife. Esta vertente artística do brasileiro foi destacada em estampas gráficas, bordados, tecidos e shapes. De uma forma harmônica, a Cajo combinou peças estruturadas com modelagens fluidas acrescidas de detalhes marcantes de aplicações, fendas, drapeado e macramês.

Veja: Expectativa a mil: o HT preparou um Raio-X com as inspirações, apostas e tendências de algumas grifes que vão marcar presença no salão de negócios do Minas Trend. Vem!

Ellizabeth Marques

Ellizabeth Marques (Foto: Leca Novo)

Ellizabeth Marques (Foto: Leca Novo)

A inspiradora da coleção Inverno 2017 da grife é a musa dos anos 1950 Grace Kelly. Na coleção, que possui uma cartela de cores variada que atende desde o romântico ao elegante glamouroso, a marca apresenta lindíssimas peças que foram criadas a partir dos vestidos usados pela Princesa de Mônaco. Ou seja, no Minas Trend, a grife Ellizabeth Marques apresentará releituras contemporâneas dos clássicos decotes princesas, godês, saias amplas, cintura marcada, babados, golas altas e mangas fluidas.

Para isso, a marca escolheu tecidos que nos relembram o glamour de Hollywood. Em perfeita harmonia, a grife aposta em um contraste entre bases fluidas e estruturadas a partir do uso de chiffon, jacquard, renda, tule, cetim estruturado, crepe, tafetá e zimbeline floral.

Outro destaque desta coleção da Ellizabeth Marques vai para o trabalho manual desenvolvido nas peças. Antenada ao ponto forte da estação, a marca abusa dos bordados em pedrarias em cores cintilantes e translúcidas. Desta forma, a grife reforça a sua identidade de handmade.

Engenharia Modern

Engenharia Modern (Foto: Leca Novo)

Engenharia Modern (Foto: Leca Novo)

Cores, formas e elementos. Essa é a mistura que a marca Engenharia Modern apresentará no Salão de Negócios do Minas Trend. A partir do trabalho artístico de Gabriel Orozco, que está exposto no Museu de Arte Moderna de Nova York, o MoMA, a grife produziu a coleção “Fragmentos” para o próximo inverno. Em padronagens exclusivas que foram dividas em três linhas, “Poás”, “Pied de Coque” e “Geométrico Trama”, a grife veste de sofisticação e elegância a cliente da marca.

Na prática, as peças da Engenharia Modern para o Inverno 2017 apostam nas cores verde, branco, camelo, preto, vermelho e vinho. Em relação aos materiais, a grife apresenta tecidos tecnológicos, como o neoprene coenizado em dupla-face, que estará presente no carro-chefe da marca, a alfaiataria, sem deixar a diversidade de materiais de lado. Acreditando nessa mistura de tecidos, a Engenharia Modern ainda completa a sua coleção com crepe com renda, tricoline, lurex, malhas que lembram a textura do tricô, couro ecológico e jacquard.

O trabalho de Orozco também é reverenciado na apresentação das peças. Cortadas a laser e com pequenas aplicações de bordados manuais, a grife propõe uma releitura das artes do mexicano com franjas, pespontos e laces-up.

Fleche D’Or

Fleche D'Or (Foto: Leca Novo)

Fleche D’Or (Foto: Leca Novo)

Influências islâmicas e orientais conversando em uma cultura ocidental. Essa foi a mistura de uma experiência no Marrocos que serviu de inspiração para as criações da grife Fleche D’Or. O Jardim Majorelle, localizado em Marrakech, serviu de fio condutor e nome para a coleção de inverno para 2017 da marca. Conhecido como um espaço de tranquilidade em meio a loucura da cidade moderna marroquina, o local contempla uma incrível variedade de espécies botânicas e obras de arte.

Esse amplo moodboard inspirou as criações da grife que elegeu o marcante moroccan blue e os intensos tons de amaranto e carmenere como cores da coleção. Falando nas peças, a marca Fleche D’Or aposta para o próximo inverno em uma alfaiataria revisitada e contemporânea. No salão de negócios do Minas Trend, a grife apresentará uma harmonia proveniente do contraste entre o minimalismo fashion e os bordados inspirados nos mosaicos marroquinos.

Já as padronagens merecem uma atenção ainda mais especial. As estampas da marca, que são sempre exclusivas e inéditas, são reflexos da imponente arquitetura e dos mais famosos jardins do país. Desta forma, a Fleche D’Or busca proporcionar encanto e sofisticação inverno de 2017.

Frutacor

Frutacor (Foto: Leca Novo)

Frutacor (Foto: Leca Novo)

Inhotim: o maior museu a céu aberto da América Latina. Este belíssimo espaço mineiro foi a inspiração para as criações da coleção Inverno 2017 da Frutacor. Através da incrível coleção, a grife propõe um passeio sensorial pelos famosos jardins e obras arquitetônicas do museu. Com formas orgânicas, a marca busca contar as experiências de Inhotim por meio de sofisticação e elegância de suas peças.

A fauna e a flora do local ainda marcam presença nas estampas exclusivas que irão compor os modelos. Seguindo sua identidade fashion, os bordados contribuem para potencializar o DNA handmade da grife. Para a próxima coleção de inverno, a marca aposta em peças que atendam as diferentes necessidades da mulher contemporânea.

Para isso, a paleta de cores possui tons terrosos, verdes, vermelhos e metalizados, que remetem a todo esse ideológico inspirador que marca a coleção. Já quando o assunto é a variedade de tecidos usados, o objetivo continua o mesmo. A Frutacor apostou em peças em alfaiataria, suede, tricô, linho e tecidos fluidos.

Kalandra

Kalandra (Foto: Leca Novo)

Kalandra (Foto: Leca Novo)

O sonho, a magia e o encantamento são algumas das palavras que definem a coleção Inverno 2017 da Kalandra. Produzidas para dias extremamente especiais, os vestidos de festa da grife se dividem em quatro linhas na próxima estação: luxo, madrinhas, convidadas e mães dos noivos. Com a missão de vestir mulheres maravilhosas em dias únicos, a marca revisitou a década de 1990 para algumas inspirações.

As cores, por exemplo, são serenas e leves e variam entre tons de chamois, azul serenity, amaranto, rosa e preto e branco. Já as matérias-primas que compõem os encantadores modelos são as rendas importadas, tecidos estruturados e leves e bordados manuais em linhas e pedrarias austríacas. Um luxo!

Como novidade para o salão de negócios do Minas Trend, a marca apresenta cintos florais em acrílico desenvolvidos de forma especial. Além desta aposta, a grife também traz ao salão mineiro recortes magistrais, modelos bicolores e estampas exclusivas em tons fortes e motivos únicos.

Primeira Etapa

Primeira Etapa (Foto: Leca Novo)

Primeira Etapa (Foto: Leca Novo)

A inspiração da marca para a criação da coleção Inverno 2017 foi a cultura milenar e plural do oriente. Nesta imersão, a grife combina a contemplação, os sentimentos nostálgicos e os valores como aplicação filosófica na moda. Na prática, a Primeira Etapa apresenta uma mulher moderna e independente que mantém o seu estilo clássico.

Para isso, a grife leva ao evento mineiro modelagens impressionantes e impecáveis que se unem a uma riqueza de detalhes feitos à mão. Os florais e as mandalas tibetanas entram em cena a partir de belíssimas estampas que remetem a arte produzida por monges do Tibete. A paleta de cores é formada por azul serenity, bege areia, nude e tons de rosa, remetendo a uma atmosfera mística, e pelo contraponto de cores fortes como azul marinho e royal, verde esmeralda e amaranto, representando a parte misteriosa da coleção.

Já os matérias foram escolhidos a dedo para atender o espírito democrático da coleção. São eles: couro, cetim, crepe, malha, zibeline, seda, jacquard e renda francesa. Ou seja, para todos os gostos!

 

Ficha Técnica do editorial:

Fotos: Leca Novo
Beleza: Kárin Lasmar
Styling e Produção de moda: David Souza
Modelo: Izabela Estevão (Mega Model)
Produção executiva: Benedita Comunicação

 

Pesquisas relacionadas