Fotos

Projeto “Música +” reúne Zé Renato, Danilo Caymmi e a chef Roberta Sudbrack para debate que envolve culinária e canções da nossa MPB

Chef ainda aproveitou para lançar o livro "Eu Sou do Camarão Ensopadinho com Chuchu", título totalmente inspirado nos versos da canção “Disseram Que Eu Voltei Americanizada”, sucesso na voz inconfundível de Carmen Miranda

Publicado em 2 de setembro de 2016 | Por Leonardo Rocha

Para aguçar o paladar e os ouvidos. O Projeto “Música +” subiu ao palco do Teatro II do CCBB, na última quarta-feira, para falar sobre culinária. Por meio do repertório de Dorival Caymmi, que abordou em diversas canções da carreira temas relacionados à comida, os músicos Zé Renato e Danilo Caymmi se uniram no palco para um bate-papo informal com a chef Roberta Sudbrack, que ainda aproveitou para falar do livro “Eu Sou do Camarão Ensopadinho com Chuchu”, que ela lançou há alguns anos, com título totalmente inspirado nos versos da canção “Disseram Que Eu Voltei Americanizada”, sucesso na voz inconfundível de Carmen Miranda. Resumindo a noite, quem esteve no evento pode perceber de perto o quanto música e gastronomia podem, sim,  caminhar lado a lado.

 Zé Renato, Roberta Sudbrack e Danilo Caymmi (Foto: Camilla Guimarães)

Zé Renato, Roberta Sudbrack e Danilo Caymmi (Foto: Camilla Guimarães)

Aliás, a camiseta da Chef, que esteve por sete anos à frente da cozinha do Palácio da Alvorada, residência oficial do presidente da República do Brasil, no mandato do presidente Fernando Henrique Cardoso, e hoje é uma das maiores chefs do mundo, foi um detalhe a mais que contribuiu para o andamento da conversa. Na estampa, trazia escrito “quiabo, chuchu, jaca e maxixe”. E assunto envolvendo os quatro elementos não faltou. Até a taioba, estrela da vez no restaurante dela, foi assunto. Quando ela afirmou “taioba dá em qualquer lugar”, Danilo prontamente, respondeu “Eu conheço gente assim”. A gargalhada foi geral.

Durante o papo, Roberta relembrou dos tempos em que foi criada pela avó, que, para espanto de todos, afirmou que era péssima na cozinha. “Minha vó sempre diz: não sei como essa menina chegou onde chegou. Não fritava um ovo”, contou, aos risos. E na conversa entrou até “Feijoada Completa”, de Chico Buarque. Ao final, a chef afirmou que a música de compositor, é uma de suas favoritas. “Essa música é uma receita. A parte da couve é incrível”, afirmou ela.

Os produtores Miguel Bacelar, Carlos Belém ao lado de Zé Ranato, Roberta Sudbrack, Danilo Caymmi e a produtora Natália Guimarães (Foto: Camilla Guimarães)

Os produtores Miguel Bacelar, Carlos Belém ao lado de Zé Ranato, Roberta Sudbrack, Danilo Caymmi e a produtora Natália Guimarães (Foto: Camilla Guimarães)

Danilo Caymmi ainda aproveitou para lembrar que Dorival sempre brincou com o rebolado das baianas e que em determinado momento, a mãe dele, Stela, começou a escolher as domésticas a dedo. A canção, “No Tabuleiro da Baiana”, de Ary Barroso também entrou na set list, assim como “Cabritada Mal Sucedida”, de Geraldo Pereira. O repertório foi tão vasto que não faltou nem o sucesso “Bagaço da Laranja”, de Zeca Pagodinho, para encerrar a noite.

A história do “Música +” começou há 5 anos e teve como sua primeira morada a Casa França Brasil. Após a primeira temporada, o CCBB acolheu a iniciativa e decidiu colocar os shows no calendário deste ano. Os próximos encontros vão abordar humor, ambiente, futebol, cinema, criança e televisão. Na próxima quarta-feira, 07 de setembro, o projeto debate um tema mais do que oportuno: “Música + Política” e contará com a mediação de Zé Renato e a participação do jornalista João Pimentel e do cantor Pedro Paulo Malta. Imperdível, né?

Danilo Caymmi (Foto: Camilla Guimarães)

Zé Renato (Foto: Camilla Guimarães)

Pesquisas relacionadas